“A Invenção de um Mundo”

Neste mês, o Itaú Cultural trará a exposição “A Invenção de um Mundo”, com obras da Maison Européenne de la Photographie, e curadoria de Eder Chiodetto e Jean-Luc Monterosso.

Paralelamente, haverá palestras com Joan Fontcuberta e Joel-Peter Witkin, e debates dos quais participarão Ronaldo Entler, Rubens Fernandes, François Soulages e Serge Tisseron.
 

013302115378

Le Banquet (Série Les grandes vacances), 1978  de Bernard Faucon

 

Fotografar não para certificar-se do visível, mas para criar outras dimensões possíveis do espaço-tempo. Olhar e registrar não a aparência do entorno, mas a vertigem dos desejos, dos temores, dos sonhos segredados. Fotografar não o que os olhos veem, mas a imaginação criadora, onírica, irracional, subjetiva. Instaurar a dúvida, a dialética e a ironia onde reinava a aparência volátil de realidades fortuitas. Fotografar, inventar um mundo e, assim, representar o homem em todos os seus matizes.

Transfigurar a objetividade documental, o rigor formal e o flagrante para dar primazia à subjetividade, à abstração e à construção da cena foi uma atitude transgressora que sempre existiu de forma pulverizada na história da fotografia, porém, com ocorrência mais enfática na produção contemporânea.

Esta mostra, integrante do Ano da França no Brasil, faz um representativo recorte da produção comumente chamada de fotografia construída, com base no vasto acervo da Maison Européenne de la Photographie, Paris.

Contra a combalida ideia da assunção do real na fotografia, os artistas investiram na simulação, na busca de uma representação genuína de seus estados de ânimo ou de sua observação crítica do mundo pela via ficcional. Como numa espécie de teatro ou ato performático, a câmera escura passou a simbolizar um palco de representações e a imagem resultante a síntese de uma narrativa dirigida com forte apelo estético e ideológico.

Inventar um mundo, expandir o repertório da fotografia para, poética e metaforicamente, refletir e potencializar a complexidade e a subjetividade do homem contemporâneo.

 Eder Chiodetto e Jean-Luc Monterosso
curadores

Mais informações e a programação completa podem ser adquiridas  no site do Itaú Cultural.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: